3 de fevereiro de 1953 – Massacre de Batepá, em São Tomé e Príncipe

Por Gustavo Seferian

Quando se viram sujeitos a condições ainda mais aviltantes de exploração, os trabalhadores e trabalhadoras de Batepá, em São Tomé, se colocaram de pé. Em sua maioria, colhiam café e cacau, e não mais se dispunham a trabalhar sob contratos degradantes, sem qualquer isonomia com os trabalhadores assalariados estrangeiros – também profundamente explorados – que lá vendiam sua força de trabalho, que lhes aproximavam à condição de servos.

O levante teve expressão simbólica no fato de terem estes trabalhadores e trabalhadoras açoitado o filho do Conde Valle Flor, maior proprietário da região. Indignado, jurou o latifundiário vingança aos insurretos.

Daí que no dia 3 de fevereiro de 1953, após articular-se com as agências metropolitanas, as classes proprietárias do país, bem como com militares, policiais e milicianos, tentou subjugar à força os trabalhadores e trabalhadoras da região, que novamente impuseram resistência à imposição destas condições de trabalho.

Deu-se início, então, a uma escalada de violência que, muito mais que caracterizadora da “Guerra de Trindade”, fez afigurar o Massacre de Batepá, em que mais de um milhar de trabalhadoras e trabalhadores foram assassinados.

Muito embora algumas linhas historiográficas apontem que também outros trabalhadores assalariados participaram ativamente do massacre – como estrangeiros de Cabo Verde, Angola e Moçambique -, é certo que foram estes armados pelas elites portuguesas no país, bem como pelos setores proprietários criolos, que foram os principais instrumentadores do massacre.

Hoje, em São Tomé e Príncipe, comemora-se o Dia dos Mártires da Liberdade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: